Localização: HOME

Valorizemos os jogadores e o jogo

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Avaliação: / 1
FracoBom 

ANTBSerá nessa linha de rumo que prosseguiremos a nossa caminhada, emprestando um modesto, mas responsável e responsabilizante, contributo com o objetivo de valorizar os jogadores e, consequentemente, o nível da prática do jogo.

A dois dias da eleição para os novos corpos sociais da ANTB, fará todo o sentido ter como antecâmara, digamos, dois propósitos que estão anunciados e que nortearão o desenvolvimento no terreno, versus Estrada..., da Associação que, congregando a classe, se predispõe, nomeadamente a:

  • Necessidade de se consultarem os treinadores (agentes determinantes na evolução global da modalidade) e promover o seu desenvolvimento na discussão e elaboração de propostas que contribuam para o desenvolvimento do Basquetebol.
  • Reorganização territorial e redefinição do âmbito de intervenção dos DTR.

Se a isto juntarmos a rampa de lançamento de há muito preconizada pelo DTN, de que : "Só encontraremos algum caminho com uma base de compromisso", poderão vir a estar criadas condições para, decididamente, se avançar para uma planificação que, acima de tudo, avance para a valorização do jogador e do nível técnico do jogo, que todos deveremos ambicionar.

Ficando com a legítima expetativa de que tal se possa vir a concretizar, enunciemos três mensagens, porque a propósito, e que, pensamos, servirão para melhor interiorizarmos o expetável "plano de ação", a desenvolver:

  • De Hannah Arendt: "O testamento que indica ao herdeiro aquilo que legitimamente lhe pertence, transmite ao futuro os bens do passado. Sem testamento ou, para aclarar a metáfora, sem a tradição que escolhe e nomeia; que transmite e preserva, que indica onde se encontram os tesouros e qual o seu valor é como se não existisse continuidade no tempo e como se, por conseguinte, não houvesse nem passado nem futuro, em termos humanos, mas apenas a perpétua mudança do mundo e o ciclo biológico dos seres vivos".
  • De um célebre e milenar pensamento chinês: "Podemos escolher o que semearmos, mas iremos certamente colher o que plantarmos".
  • De Stephen Hawking: "O maior inimigo do conhecimento não é a ignorância, mas a ilusão do conhecimento".

Fiquemos com a esperança de que ventos bonançosos possam advir da atuação do futuro elenco diretivo da ANTB, disponibilizados que devem ser os meios para relançar o labor dos treinadores, a começar já no próximo sábado, com a realização do Clinic Internacional, no Barreiro.

Mesmo de férias, entre um mergulho e uma ida à pesca, iremos dando "sinal de vida", alimentando a paixão para com o mais completo desporto de equipa: o basquetebol!

 

 


Buscas no Planeta Basket

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária