Faixa publicitária
Localização: HOME BASKET CLINIC JOGADORES ENTREVISTAS Olhar o futuro

Olhar o futuro

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Avaliação: / 15
FracoBom 

altDe tempos a tempos, todos devemos fazer uma reflexão sobre o trabalho que desenvolvemos.

Para essa reflexão ser completa, o ideal é poder cruzá-la e compará-la com outras pessoas que desenvolvem o mesmo trabalho que nós.

No entanto, poucas vezes isso é possível. O Planeta Basket propôs a diversos treinadores ligados à formação do basquetebol que nos falassem da realidade dos seus clubes e das suas visões pessoais para o futuro da modalidade.

Procurámos assim estabelecer critérios sobre com quem conversar. Os clubes grandes, Porto e Benfica, que têm equipas B a militar no CNB1, para além de agruparem nos seus conjuntos alguns dos jogadores que estão, reconhecidamente, entre os mais prometedores do nosso basquetebol. O Barreirense, que coloca os seus jovens jogadores a jogar ao mais alto nível desde muito novos, apresentando a equipa mais jovem da LPB. E o Vasco da Gama, que abdica do profissionalismo no escalão sénior, tendo vindo a conquistar o respeito de todos aqueles que trabalham na formação de jovens atletas aos longo dos últimos anos.

São quatro olhares diferentes, ao qual juntaremos a visão Seleccionador  de Sub-20, André Martins. Interessa-nos, com esta série de entrevistas, explorar a pergunta de como estamos a tratar o jovem jogador português, como criamos espaços competitivos para eles (equipas B, equipas profissionais com jovens, ou equipas não-profissionais) e como será o futuro do basquetebol português. Trata-se de uma investigação que, colocando vários técnicos a falar do que estão a fazer, esperamos possa resultar numa saudável reflexão sobre o futuro do basquetebol em Portugal.

Não podemos deixar de agradecer a disponibilidade de cada um dos entrevistados, José Francisco, Goran Nogic, João Tiago, Rui Fonseca e André Martins, bem como do atleta Diogo Correia, que também nos falou da sua situação enquanto jovem jogador na recta final do seu processo de formação. Agradecemos também a disponibilidade dos vários clubes em nos proporcionar este trabalho.

As entrevistas serão publicadas diariamente ao longo desta semana. Não deixem de dar a vossa opinião e contribuir, também, para a reflexão que é aqui proposta.

 

Comentários 

 
+1 #1 Rui Resende 28-11-2010 21:06
Queria apenas deixar aqui o meu testemunho face à realidade actual da ADSanjoanense:
De todos os atletas da equipa senior, todos (17) excepto 4 são produto da formação do clube. Desses 4, 2 são sub-20 de 1º ano ex-ADOvarense (que não tem este escalão nem equipa B!); um vindo do brasil - filho de portugueses e o outro é o americano Shawn Jackson. A inclusão deste experiente jogador não foi só para garantir alguma qualidade ao grupo, mas principalmente para dar o exemplo aos jovens do clube, já que é uma pessoa exemplar e um excelente atleta.
A ADS não tem sub-20 pois estes jogam na equipa senior, para além de 3 jogadores sub-18 estarem a treinarem e a jogar pontualmente.
É necessário que os seleccionadores estejam atentos a jovens sub-20 que não jogam no escalão, pois muitos jogam apenas em equipas seniores e não aparecem nas finais distritais/nacionais.
Citar
 
 


Buscas no Planeta Basket

  • Treinadores

  • Lendas

  • Resultados

Sample image Canto do Treinador Exercicios, comentários, artigos, etc...ver artigos...

Sample image Lendas de Basquetebol Quem foram as personagens marcantes da modalidade. ver artigos...

Sample image Resultadoos e Classificações Todos os resultados na hora... Ler mais...

Facebook

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária