Faixa publicitária
Localização: HOME BASKET CLINIC DIRIGENTES ARTIGOS DIVERSOS Minibásquete na ordem do dia

Minibásquete na ordem do dia

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Avaliação: / 17
FracoBom 

San Payo AraújoA visibilidade duma modalidade não se mede apenas no número de espectadores, maior ou menor, que assiste aos jogos desportivos. Há muitos outros factores.

Visibilidade e assistências não são a mesma coisa. Ninguém tem dúvidas que o futebol é a modalidade com mais visibilidade em Portugal, contudo quantos e quantos jogos da primeira liga de futebol tem os estádios praticamente vazios, excepto quando se trata do Benfica, Porto ou Sporting.

Na senda das actividades realizadas nesta última década e meia no minibásquete, houve transformações que produziram dados quantificáveis, a par de alterações que não são visíveis e algumas delas são mesmo intangíveis. No entanto, quantitativas ou intangíveis o que não tenho dúvidas absolutamente nenhumas é que desde o final da década de 60 e a década de 70 dos século passado, nunca se falou e debateu tanto o minibásquete como actualmente.

Concordando ou discordando com o que foi sendo feito, o minibásquete passou a ter muito mais clinics, passou a ter mais gente preocupada em manifestar-se, passou a ter pessoas interessadas em saber como estava organizado noutros países, passou a estar na ordem do dia. Para bem da modalidade o minibásquete passou a ser um tema sobre o qual muitas pessoas falam, discutem ou reflectem.

Se o ressurgimento do CNMB em 2000, não tivesse tido mais vantagens, teve pelo menos este grande mérito de colocar o minibásquete na agenda da modalidade, onde espero que continue por muito tempo, pois é certamente uma forma procurar e encontrar soluções.

Nesta perspectiva e para ser justo tenho de elogiar as orientações editoriais do Planeta Basket, que muito tem contribuído através de múltiplos artigos e comentários dos seus leitores para a sua reflexão. Esperemos que mais pessoas se manifestem e que esta chama continue acesa durante muito tempo. 

 

Comentários 

 
+6 #1 Fernando Barão 29-11-2016 12:29
Gosto muito de ler/ouvir e saber sobre o minibásquete, porque fui atleta e tenho um filho com 9 anos, que joga há 3 e mostrando sempre muito interesse pela modalidade. Não conheço a realidade portuguesa actual, mas sim a da Catalunha (onde vivo); num local com pouco mais de 20 mil habitantes, um só clube tem quase duas centenas de atletas entre os 7 e 10 anos. O basquetebol escolar é representado pelos clubes como sendo uma actividade extra curricular e tem ama aceitação tremenda. E creio que esse é o caminho certo, tanto para o basquetebol, assim como para a vida em geral. Assim se ensinam, criam e desenvolvem bons atletas e valores.
Um abraço
Citar
 
 


Buscas no Planeta Basket

  • Treinadores

  • Lendas

  • Resultados

Sample image Canto do Treinador Exercicios, comentários, artigos, etc...ver artigos...

Sample image Lendas de Basquetebol Quem foram as personagens marcantes da modalidade. ver artigos...

Sample image Resultadoos e Classificações Todos os resultados na hora... Ler mais...

Facebook

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária