Faixa publicitária
Localização: HOME BASKET CLINIC TREINADORES CANTO DO TREINADOR PSICOLOGIA Antes de desistires...

Antes de desistires...

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Avaliação: / 11
FracoBom 

Antes de desistires...Antes de desistires, dizeres que já não queres porque é difícil, porque o esforço é demasiado, lembra-te de porque é que começaste, lembra-te dos momentos que te fizeram ficar e dedicar tanto da tua vida ao desporto.

Há dois anos, pouco antes de me surgir a ideia da DreamAchieve, escrevi este texto:

Às vezes perguntam-me se tenho saudades. Digo que não, mas há momentos, breves momentos, em que tudo me volta à mente... O meu coração volta a encher-se, e parece que fico de novo com pele de galinha quando me lembro do ambiente de um pavilhão de basquete.

As vozes ecoam pelo ar a palavra "defesa", as sapatilhas chiam no solo de madeira, o cheiro da borracha da bola, o som lindo dela a entrar na rede sem espinhas. As palmas combinadas a chamar pelo nome do clube, o festejo daquele movimento impossível, o resultado positivo de uma jogada tão treinada. Recuperar uma bola depois de 24 segundos de defesa, provocar os 8 segundos antes do meio campo, sacar uma atacante com um pouco de teatro... O triplo, a falta e dois, o pick and roll perfeito...

E aquele abraço de equipa depois de uma grande vitória? O moche no final do jogo, o abraço suado, o balneário cheio de conversa e riso... O dia-a-dia do treino em equipa que se torna família...

Também me lembro de falhar debaixo do cesto, de perder de vista a minha jogadora e levar um corte nas costas, de deixar a bola escapar-me das mãos, de ouvir um berro do banco, e até do som da bancada desiludida com uma derrota. Mas até esses momentos, valeram a pena! Fizeram de mim quem sou hoje. Fizeram parte da construção da pessoa que me tornei.

Faz parte de mim cair e levantar, gritar "Bora!" quando algo parece perdido, exigir da colega do lado que continue a lutar, perder hoje e pensar imediatamente na batalha de amanhã, festejar cada vitória, analisar cada derrota... Treinar, ser melhor, desafiar-me, ilimitar-me! Ter um certo ego que há quem diga que é arrogância, mas é essencial para uma vencedora.

Só marcava porque sempre que lançava ao cesto tinha a certeza que ia marcar, mesmo quando falhava.

Perder para mim é o horror, gosto de competir em tudo e acabar em primeiro.

Nem todos entendem, mas outros entendem perfeitamente...

Secalhar digo que não tenho saudades porque nunca ouvi o apito final da minha carreira... Talvez ela nunca acabe, talvez ela faça sempre parte de mim...

Pois é. Não acabou! Terei para sempre uma mente de atleta! E para todos os que fizeram parte, obrigada!

Dois meses antes de voltar ao desporto, mesmo que já não como atleta, e agora como psicóloga, lembrei-me de porque comecei tudo e porque dei ao basquetebol tantas horas, dias, meses, anos!... Lembrei-me porque deu ao basquete tantos momentos de família, tantas horas de estudo, tantas saídas com amigos... Lembrei-me de quem era e do que me tornei por causa do treino e da competição.

Antes de desistires, pensa nisso! Pensa nos momentos, nas pessoas, nas aprendizagens, nas emoções todas...

Diz lá que não cresceste! Diz lá que não desenvolveste algo em ti que só o desporto dá! Diz lá que não foste feliz!

Porquê parar? Só porque ficou difícil? Ficou difícil porque subiste de patamar! São boas notícias, não percebes? Se te deres tempo suficiente vais adaptar-te como sempre fizeste, vais crescer como tens crescido até aqui, e vais ter vontade, daqui a uns tempos, de voltar a subir de patamar.

Não conseguimos viver sem dificuldade, porque é ela que nos mostra que somos capazes de fazer coisas que ao inicio achávamos impossível.

Queres mesmo desistir e nunca mais ter essa sensação?

Até para a semana!


Realiza o Programa de Treino Mental Athlete’s Mind
Lê o Blog da DreamAchieve
Vê as nossas Formações/Eventos
Ouve o nosso Podcast


Nádia Tavares
Psicóloga do Desporto
Top Performance Coach
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

Comentários 

 
0 #3 Humberto Gomes 12-05-2018 07:32
Querida Nádia - assim mesmo, recuperando uma "bola" (leia-se lufada de ar fresco) que parecia perdida...: Como é brilhante esse teu percurso/processo que, advindo dos sentidos, das emoções, do conhecimento e da imaginação tornam esse teu pensamento tão sublime, tão real, tão único ! Já com alguns anitos de vidas : sentida, aprendida e vivida, dei agora por mim a pensar (cada um à sua maneira, verdade?!) como me sinto satisfeito (!) por, na ocasião, quando integraste a equipa neste espaço, ter manifestado ao chefe Ivan a mais valia que irias representar. Uma questão de perceção - quantas vezes falível - sobre os outros? Será, mas um piu...piu... me dizia que estariam aí os três saberes : fazer, ser e estar !!! Assim outros processos, como o de ensino/aprendizagem, balizados na componente eminentemente técnica pudessem orientar-se por essa agulha de bússola : competente, confiável e leal. Pela parte que me toca, companheira e mestra, pelo muito que já transmitiste : Grato ! Beijinho.
Citar
 
 
0 #2 Filipe Silva 09-05-2018 18:14
Muito bom!
Obrigado por esta partilha de experiência☺️
Citar
 
 
0 #1 Ana Godinho 09-05-2018 15:37
É tão bom pensar que afinal existem pessoas que pensam exactamente como eu, sou como sou devido a tudo que aprendi com o desporto e tento incutir isso nos meus atletas.
Citar
 
 


Buscas no Planeta Basket

  • Treinadores

  • Lendas

  • Resultados

Sample image Canto do Treinador Exercicios, comentários, artigos, etc...ver artigos...

Sample image Lendas de Basquetebol Quem foram as personagens marcantes da modalidade. ver artigos...

Sample image Resultadoos e Classificações Todos os resultados na hora... Ler mais...

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária