Aprender e falhar
 
Localização: HOME

Aprender e falhar

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Avaliação: / 14
FracoBom 

Stephen CurryEu gosto de falar sobre isto, principalmente porque parece contraditório e confunde as pessoas, mas depois de explicado o mindset dos atletas muda. O melhor lançador do mundo, Stephen Curry, é extremamente admirado pela sua capacidade de meter a bola no cesto.

O que a maioria não sabe é que a sua percentagem de 40% de eficácia, mostra que ele falha mais do que marca.

Quando falo sobre isto, o sentimento que surge nas pessoas é de que estão a traçar objetivos poucos reais, porque se o melhor lançador do mundo falha mais do que marca, quem sou eu para querer acertar mais do que falho.

Há uns anos atrás um psicólogo chinês falou sobre a capacidade de saber falhar. Disse que tinha reparado que os atletas estavam hiper preparados para ter sucesso, e nada preparados para ter insucesso.

Seguindo a lógica do Curry, a lógica de que vamos falhar mais do que acertar mesmo sendo os melhores do mundo, não estando preparados para falhar, não vamos durar o tempo suficiente para começar a acertar.

No fundo o que temos que entender é isto: Não vamos ter sucesso se não aprendermos a falhar.

Falhar numa coisa pequena como um lançamento e estar preparado para o ressalto ofensivo, em vez de apenas correr para trás frustrado com o ter falhado; ou numa coisa mais significativa como um campeonato nacional, um contrato de que se está à espera ou uma carreira que queria ter e não tive.

Adaptação ao contexto e situações de imprevisto, são características essenciais de quem se destaca.

Frustração pelo que queria e não consegui, são características de qualquer pessoa que quer algo. E isso todos queremos, aí não há diferença.

Alcançar um objetivo depende de quantas vezes estás disposto a levantar-te das inevitáveis quedas.

Até para a semana!


Realiza o Programa de Treino Mental Athlete’s Mind
Lê o Blog da DreamAchieve
Vê as nossas Formações/Eventos
Ouve o nosso Podcast


Nádia Tavares
Psicóloga do Desporto
Top Performance Coach
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

Comentários 

 
0 #1 Joana Dias 07-02-2018 16:55
Esta dificuldade de lidar com a frustração de falhar é ainda maior quando se é um jovem de 14 anos , cujo objectivo na vida é ser jogador profissional de basquetebol!
Citar
 
 


Facebook Fronte Page

Buscas no Planeta Basket

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária